Grande Guia de Plantas (A-H)

De ASM Wiki

autor desconhecido

30px-Nuvola_apps_bookcase.png Este artigo é uma transcrição de um livro, que possui direitos autorais.
O conteúdo dos livros pode ou não ser imaginação de seu autor.


Tabela de conteúdo

Sumário

Um guia em ordem alfabética para pesquisa sobre plantas e suas aplicações.



Lista por Ordem Alfabética

A

  • Abutua (Cissampelos pareira)

Família: Menispermáceas

Descrição: Bela trepadeira. Dá muitos cachos semelhantes aos da videira, com bagas pretas, de gosto adocicado, e que se parecem com a uva. Não se comem, porém, essas frutas.

Uso: É diurética e febrífuga.

Parte usada: raiz e casca do tronco, por decocção.


  • Abutua-miúda (Cocculos filipendula)

Família: Menispermáceas Descrição: Planta agreste. Folhas coriáceas, em forma de palma, alternas. Flores grandes, em cachos, amarelas. Fruto capsular. Uso: É febrífuga. Parte usada: Casca e raiz por decocção


  • Acariçoba (Hydrocotyle umbellata, Hydrocotyle bonarienseis)

Família: Umbelíferas. Descrição: Planta rasteira, com grandes folhas longipecioladas, crespas, peltadas e inflorescência ramosa. Flores esbranquiçadas. Frutos pequeninos, com duas sementes dentro, em forma de cápsula chata. Vegeta nas proximidade da águas. Uso: É aperiente, desobstruente, diurética, emética (em dose elevada), tônica. Das folhas não se faz uso interno, pois são venenosas. Parte usada: Toda a planta.


  • Açoita-cavalo (Luhea grandiflora)

Família: Tiliáceas. Descrição: Árvore muito alta. Folhas grandes, obovais, claras. Flores grandes, brancas ou rajadas, dispostas em panículas terminais. Fruto redondo, oblongo, capsular, pentalocular. Sementes aladas. As vergotônteas são flexíveis e usadas para fazer vassouras. Uso: Hemostática. Parte usada: Casca por decocção.


  • Agoniada (Plumeria lancifolia)

Família: Apocináceas. Descrição: Árvore grande. Madeira rija. Casca muito amarga. Folhas oval-alongadas, lanceoladas, peninervadas. Flores de corola de cinco pétalas, de forma semelhante à das folhas. Uso: Expectorante, emenagoga e febrífuga. Parte usada: Folhas, por infusão.


  • Agrião (Sisymbrium nasturtium)

Família: Crucíferas. Descrição: Planta herbácea. Emite ramos de até 50 ou 60 cm de comprimento. Haste ramosa, espessa, suculenta, verde-avermelhada, rasteira. Emite numerosas raízes adventícias. Folhas alternas, pecioladas, algo esparsas, compostas, imparipenadas. Folíolos quase sésseis, piriformes, opostos, sendo o terminal bem maior que os laterais. Flores hermafroditas, regulares, brancas, miúdas, dispostas em cachos terminais ou opositifólios. Cálice de quatro sépalas livres. Corola cruciforme, de quatro pétalas hipóginas. Fruto: Síliquas. Uso: Expectorante, diurética, emenagoga, provoca salivação. Parte usada: Folhas e caule.


  • Alcaçuz (Periandra dulcis)

Família: Leguminosas. Descrição: Arbusto que dá em campos altos e pedregosos. Folhas compostas. Folíolos oblongos ou lanceolados, glabros, com nervura saliente. Flores em racimos terminais. Raiz adocicada. Uso: Resolutiva, laxativa, diurética, expectorante, calmante. A raiz seca, reduzida a pó, e misturada com essência de trigo, aplica-se, em forma de cataplasma, sobre as partes afetadas por furúnculos. Parte usada: Raiz, por decocção.


  • Alecrim (rosmarinus officinalis)

Família: Labiadas. Descrição: Subarbusto. Chega a mais de um metro de altura. Haste lenhosa. Folhas opostas cruzadas, sésseis, ensiformes, coriáceas, de bordas voltadas para baixo; verde escuras, lustrosas na face superior; esbranquiçadas, empubescidas na face inferior. Flores labiadas em pequenos cachos axilares e terminais. Cálice campanulado. Corola branca ou azulada. Carpelos obovais. Brácteas pequenas, brancas, tomentosas, lanceoladas, caducas. O fruto consiste em quatro aquênios obovais. Toda a planta exala um cheiro forte e agradável. Uso: Febrífuga, carminativa, expectorante, aperiente, calmante, adstringente e anticéptica. Parte usada: O decocto da folha é usado em feridas e furúnculos; As folhas secas, reduzidas a pó são boas na cicatrização; As gotas do suco das folhas são boas para o mesmo fim.


  • Alfavaca (Ocimum basilicum)

Família: Labiadas. Descrição: Planta herbácea, muito cheirosa. Folhas ovais ou oval-elípticas, longipecioladas e muito aromáticas. Inflorescência em espigas. Fruto aquênio. Uso: Estimulante, carminativa, antieméticas, sudorífica e diurética. Parte usada: Folhas e sementes.


  • Alfazema (Lavandula Vera)

Família: Labiadas. Descrição: Erva européia. Caule estirado, esgalhado. Folhas sésseis, ensiformes. Flores amarelas, viláceas, dispostas em círculos. Frutos pequeninos, semelhantes aos do cominho. Uso: Expectorante, febrífuga, emoliente. Parte usada: Toda a planta.


  • Algodoeiro (Gossypium herbaceum)

Família: Malvácea. Descrição: É uma planta assaz conhecida, e muito cultivada entre nós, por isso é desnecessário apresentar sua características. Uso: expectorante, emenagoga, diurética e emoliente. Parte usada: Toda a planta.


  • Angélica (Archangélica officinalis)

Família: Umbelíferas. Descrição: Planta herbácea. Haste cerrada, fistulosa, suculenta. Folhas compostas. Folíolos opostos. Flores brancas e volumosas de cheiro muito agradável. O fruto é uma cápsula ordinária. Uso: Estimulante, carminativa, depurativa, diurética, estomacal, emenagoga e emoliente. Parte usada: Toda a planta.


  • Angélico (Aristolochia cymbifera)

Família: Aristoloquiáceas. Descrição: Escalante (trepadeira ou cipó), com troncos em muitos casos lignificados, raras vezes herbáceas e, então dotadas de um tronco subterrâneo mais ou menos desenvolvido. Uso: É anticéptico, diaforético, estomacal, ensurino, sedativo, aperiente, febrífugo. Parte usada: raiz por decocção.


  • Anil (Indiogofera anil)

Família: Leguminosas. Descrição: planta herbácea, sub-lenhosa, ramosa, de cor verde-esbranquiçada. Folhas em palmas, elípticas e compridas. Flores róseas, miúdas, em pequenos cachos. O fruto é uma vagem de aparência algo cilíndrica, curvada, aguda na ponta, contendo sementes parecidas com o feijão. Uso: Serve como antídoto contra poções que tem pro ingrediente principal o mercúrio ou o arsênico. Febrífugo, sedativo e forte contra alergias e coceiras. Parte usada: Folhas, raízes e sementes.


  • Aperta-ruão (Piper aduncum)

Família: Piperáceas. Descrição: Arbusto de até um metro de altura. Folhas ovais. Fruto em forma de espiga. Uso: Adstringente. Os frutos são diuréticos e resolutivos. Serve também para perfumar o hálito. Parte usada: Folhas.


B

  • Badiana (Ansiun stellatum)

Família: Magnoliáceas. Descrição: Arbusto muito comum. Flores amarelo-esverdeadas. Fruto composto de oito folículos lenhosos, dispostos em forma de estrela. Cada folículo encerra uma semente. Uso: É estimulante, estomacal e carminativa. Parte usada: Folhas e sementes por infusão.



  • Barbatimão (Stryphnodendron barbatinão)

Família: Uabatimó. Descrição: Árvore bela e elevada. Casca áspera. Folhas palmadas, pequeninas. Flores miúdas em bolotas axilares e terminais. O fruto é uma vagem que contém sementes semelhantes ao feijão. Uso: Hemostática, emoliente. Parte usada: Cascas, por decocção.



  • Bardana (Lappa officinalis)

Família: Compostas Descrição: Planta silvestre, que dá pelos monturos, caminhos, fundos dos montes, sítios úmidos e sombrios. Sua raiz é fusiforme, da grossura de um dedo, fosca por fora e branca por dentro. O caule é fusiforme. Mede um metro a um metro e meio de comprimento. As folhas são cordiformes. As flores são roxas ou azuis. Uso: É depurativa, diaforética e diurética. Parte usada: Folhas, flores, raízes e caule. As sementes são tóxicas, podendo causar a perda de memória quando misturadas com certa substância.


C

  • Cainca (Chiococca brachiata)

Família: Rubiáceas. Descrição: Arbusto sarmentoso. Folhas ovais. Flores paniculadas, pequenas e brancas. O fruto é uma baga branca, de duas sementes como as do café. Uso: Laxativa, emenagoga, anti-hidrópica. Parte usada: raiz, por decocção.


  • Calêndula (Calêndula officinalis)

Família: Compostas. Descrição: Planta ornamental, de folhas ovais ou lanceoladas. Flores amarelas, grandes, largas. Haste direita, angular, ramosa. Raiz amarela-clara, cilíndrica, cabeluda. Sementes em forma de barquinho, ligeiramente curvais. Uso: Empregada externamente para cicatrizar feridas e úlceras. Parte usada: Flores e folhas, por infusão e cataplasmas. Cambuí (Piptademia colubrina) Família: Leguminosas. Descrição: Tem aparência de cobra. Abunda nos catingais. Sua casca é parda, sua folhagem é miúda e tem muitas flores brancas e pequenas. Uso: Expectorante e emoliente. Parte usada: Casca e resina (goma)


  • Camomila (Matricaria chamomilla)

Família: Compostas. Descrição: Haste ereta, ramificada. Folhas irregulares. Flores miúdas nas extremidades dos ramos. Uso: Calmante, emoliente. Parte usada: Flores por infusão.


  • Cana-do-brejo (Costus spicatus)

Família: Zingiberáceas. Descrição: Planta herbácea. Haste dura. Folhas alternas, oblongas. Flores amarelas com brácteas cor de carmim. Uso: O rizoma é diurético, diaforético, tônico e emenagoga. Parte usada: Folhas, rizoma e casca.


D

  • Dente-de leão (Taraxacum officinale)

Família: Compostas. Descrição: Erva vivaz. Raiz pivotada. Folhas radicais, disposta em rosetas. Frutos aquênios. Uso: Tem efeito depurativo do sangue. Parte usada: Folhas e raízes.


E

  • Erva-de-cobra (Mikania opifera)

Família: Compostas. Descrição: Planta de haste trepadeira, angulosa. Folhas pecioladas. Flores em calátides. Uso: Febrífuga e age contra veneno de cobras. Parte usada: Toda a planta.


  • Erva-de-santa-luzia (Euphorbia brasiliensis)

Família: Euforbiácea. Descrição: Cresce em lugares úmidos. Caule nodoso, folhas oblongas e flores pequenas e vermelhas. Uso: As folhas machucadas aplicam-se em forma de cataplasmas, em feridas graves. Parte usada: Folhas.


  • Eucalipto (Eucalyptus globulus)

Família: Mirtáceas. Descrição: Desnecessário fazer a descrição. Uso: Expectorante, emoliente, anticéptico, adstringente, febrífugo e tônico. Parte usada: Folhas frescas, em forma de chás, cataplasmas, loções e óleos.


F

  • Funcho (Anethum foeniculum)

Família: Umbelíferas. Descrição: Planta de um a dois metros de elevação, verde-glauca, exalando um aroma agradável. Haste direita, cilíndrica, glabra, lisa. Folhas alternas. Flores amarela e pequenas. Uso: Mesmas propriedades da Pimpinela ansium. Parte usada: Raízes e sementes.


G

  • Gameleira (Ficus doliaria)

Família: Moráceas. Descrição: Árvore. Tem folhas longipecioladas, ovais e lisas. Flores casulosas. O fruto é um figo de um e meio centímetros de comprimento. Não presta para comer. Uso: Empregado apenas para fazer sair da boca de quem ingere a poção feita de Gameleira minhocas grandes e gordas. Parte usada: Suco leitoso do tronco e a casca.


H

  • Hortelã (Menta piperita)

Família: Labiadas. Descrição: Desnecessária a descrição. Uso: Antiespasmódica, carminativa, estomáquica, estimulante, tônica. Parte usada: Folhas e sumidades floridas por infusão.

Ferramentas pessoais